Topas

 

 

FEBRE

Febre.gif

A febre é muito frequente. Não é uma doença mas sim um sinal, que é comum a várias doenças. Consiste no aumento da temperatura corporal acima da variação diária normal.

A temperatura do corpo é controlada por um centro termoregulador, que equilibra ganhos e perdas de calor, de acordo com um ritmo diário normal (ritmo circadiano). As temperaturas são mais baixas de manhã e mais elevadas (de cerca de 1 ºC) ao fim da tarde. Assim, a temperatura corporal sofre variações ao longo do dia, oscilando entre 36,5 – 37,5ºC.

A febre é uma resposta de defesa do organismo perante uma infecção. O aumento da temperatura corporal contribui para a inactivação dos microorganismos e controlo da sua multiplicação. Por estas razões, a febre só deve ser combatida para aliviar o desconforto existente. A utilização de antipiréticos em excesso pode ser prejudicial, não só pela toxicidade dos mesmos, mas também porque se pode estar a prolongar a doença e as suas complicações.

Em termos práticos, convencionou-se considerar febre, quando a temperatura axilar (debaixo do braço) está acima dos 38ºC. Diz-se temperatura sub-febril quando a temperatura oscila entre 37,5 e 38ºC.

 O que fazer quando surge febre:

  • Despir ou diminuir a quantidade de roupa
  • Insistir na ingestão de liquidos
  • Com temperatura acima dos 38ºC axilar e/ou com grande desconforto associado, fazer antipirético, utilizando de preferência o paracetamol Só se os picos forem inferiores a 4 horas, é que se deve usar outro fármaco em alternância, como o ibuprofeno.
  • Se a pessoa se sentir bem quando a febre baixa e não existirem sinais de alarme pode-se esperar 2-3 dias para ver se passa ou se é necessário outro tratamento.

Sinais de alarme:

  • Estar muito prostrado, sem vontade de se mexer, mesmo quando a febre baixa
  • Dificuldade em respirar
  • Vómitos e dores de cabeça intensas, que se mantêm ou que se vão agravando
  • Lesoes na pele (pintinhas), que não desaparecem com a pressão local
  • Convulsões, alteração do estado de consciência ou do comportamento (irritabilidade, agitação, sonolência)

Embora geralmente não seja nada de grave a febre pode vir de muitas coisas... ou uma infecção (otite, amigdalite, gripe, pneumonia, etc) ou outras causas. Precisas que alguém te examine para perceber se há mais sinais que podes nem ter dado por eles.