Topas

 

 

MONONUCLEOSE

mononucleose.png

A mononucleose geralmente é causada por um vírus chamado o Vírus Epstein Barr, embora hajam outros vírus que podem fazer aparecer um quadro parecido. É muito frequente e muitos adolescentes apanham esta doença – alguns sem sequer se aperceberem que a têm. Podes apanhar o vírus inalando-o ao respirar, engolindo-o, ou ao beijar alguém que tem o vírus (é por isso que é conhecida como a “doença do beijo”)

Como é que sei que tenho mononucleose?

A mononucleose pode causar os seguintes sintomas:

-   Dor de garganta

-   Gânglios inchados (no pescoço, axilas ou em torno das virilhas)

-   Sensação de cansaço ou mal estar.

-   Dores de cabeça.

-   Febre

-   Erupção cutânea (a pele fica vermelha e com uma espécie de borbulhas) – por vezes

Se estes sintomas durarem mais que 3-5 dias deves ir ao médico. Se, depois de a dor de garganta desaparecer, ainda tiveres alguma febre e te sentires muito cansado, deves também ir ao médico. É provável que te mande fazer análises sanguíneas para confirmar se é mononucleose (embora nem sempre o teste venha positivo). Existem muitas outras doenças que podem dar estes sintomas e se mantiveres sintomas convém ter mesmo a certeza que é só isto que se passa.

O que é que acontece se eu tiver mononucleose?

A mononucleose dura cerca de 3 semanas. Durante a primeira semana, o mais provável é que sintas vontade de dormir todo o tempo, e nas outras duas semanas sentes-te mais cansado que o habitual. Num pequeno número de pessoas o cansaço pode durar meses.

O médico pode prescrever-te alguma coisa para diminuir o inchaço, mas não há cura para a mononucleose. Deves tomar o paracetamol para baixar a febre, aliviar a dor de garganta e fazer-te sentir um pouco melhor. Numa minoria dos casos, a mononucleose pode afetar o fígado ou o baço. Os desportos de contacto são de evitar se estás com mononucleose, mas o mais provável é não te apetecer mexer um único músculo.