Topas

 

 

SUICÍDIO

suicisio.jpg

Muita gente tem pensamentos sobre a morte, ou pensamentos suicidas, em determinado momento da vida. Por vezes sentimos que não vale a pena viver, que já não aguentamos, mas, a maior parte das vezes, estes pensamentos ou emoções são apenas momentâneos e passageiros. Contudo, uma pessoa que esteja deprimida pode começar a ter estes pensamentos de forma mais frequente, ou obsessiva. Estes pensamentos surgem sem que se queira e sem se conseguir ter controlo sobre eles e a depressão piora. Se isto te está a acontecer, é muito importante que procures ajuda e que fales com alguém sobre o que estás a sentir. Há muitas formas de te ajudarem.

As pessoas que estão a pensar cometer suicídio sentem-se, geralmente, muito sós, sentem raiva e angústia, pensam que ninguém lhes dá valor ou que ninguém quer saber delas, pensam no futuro com muito pessimismo e acham que viver não vale a pena. É muito melhor falar com alguém quando os primeiros sentimentos de tristeza surgem, e não deixar que esses sentimentos cresçam até este nível de desesperança. Se falares, vais ver que as outras pessoas percebem a seriedade dos teus sentimentos e que te vão compreender, ajudar e aconselhar. Talvez fiques surpreendido com a quantidade de pessoas que já se sentiram assim, incluindo os teus pais. Também pode ajudar falar com um médico, ou com alguém que não conheças pessoalmente. Existem grupos de apoio, muitos com linhas telefónicas para as quais podes ligar de forma a falares com pessoas que te vão ouvir e ajudar.

SOS Voz Amiga: Diariamente das 16h às 24h

21 354 45 45 ////  91 280 26 69 ///  96 352 46 60

Eles vão ouvir-te durante o tempo que for necessário. Nem precisas de dizer nada – muitas das pessoas que telefonam ficam em silêncio. Não te vão dizer o que tens que fazer e não vão dizer a ninguém o que lhes contaste. Se decidires telefonar, acredita não és “anormal”, muitos adolescentes procuram este tipo de apoio.