Topas

 

 

PERGUNTAS FREQUENTES
EM SEXUALIDADE

duvidas_2.jpg

A masturbação faz mal à saúde?
A masturbação não faz mal à saúde, não causa impotência, esterilidade ou borbulhas no rosto, e os órgãos sexuais não se “gastam”! É somente quando a pessoa se concentra exclusivamente nesta prática sexual, transformando-a num hábito solitário em que imagina que pode passar sem o amor do outro, que a masturbação pode constituir um problema. A masturbação é uma forma de expressar a sexualidade que permite descobrir o funcionamento dos órgãos genitais, o prazer que o corpo pode oferecer, descontrai, tranquiliza.

A primeira vez é dolorosa?
Os mitos acerca do rompimento do hímen, da penetração, são passados de boca em boca, de geração em geração porém, a realidade é muito mais suave. A penetração pode ser dolorosa se o hímen for pouco flexível ou existir tensão emocional que leva a uma contracção da vagina e a uma falta de lubrificação. O que importa é que a pessoa se sinta segura, preparada, com espaço e tempo para ir ultrapassando os seus receios de modo a relaxar e descontrair.

A rapariga perde sempre sangue na primeira penetração?
Não. O hímen pode ser muito elástico e alargar sem dificuldade nas primeiras penetrações sem sangrar. Mas, quando o hímen é pouco elástico, acontece romper-se aquando das primeiras relações podendo ocorrer ligeiros sangramentos.

Será que estou grávida?
São muitas as raparigas que já passaram por este tipo de experiência, sentindo certamente o mesmo pânico, os mesmos medos, tendo as mesmas dúvidas, as mesmas preocupações e partilhando a mesma esperança de que “não passou de um susto” ou que “só acontece aos outros” ou que “houve um engano”, ou pelo contrário “que bom estar grávida”. Se existiram relações sexuais desprotegidas e a menstruação não apareceu na altura em que deveria surgir, não vale a pena entrar em pânico, mas também não resulta fugir. Deve-se fazer um teste de gravidez o mais rapidamente possível, e então, de acordo com o resultado, reflectir sobre o assunto e tomar as decisões apropriadas, sempre com o apoio de alguém em quem nós confiamos.

Como colocar um preservativo?
A colocação do preservativo deve acontecer antes de qualquer contacto com os genitais e quando o pénis estiver erecto. Se não fores circuncidado deves puxar para trás o prepúcio, (pele que cobre a glande) antes de colocar o preservativo. Aperta com os dedos a ponta do preservativo - reservatório ou depósito- para expulsar o ar (o ar em excesso pode fazer com que este rebente). Desenrola então o preservativo ao longo do pénis até chegar à base. Certifica-te que o reservatório do preservativo se encontra vazio para receber o esperma. Logo a seguir à ejaculação, retira-o com cuidado - tem atenção para não derramares nenhuma porção de esperma- fecha-o com um nó e deita-o no lixo, nunca na sanita.

O preservativo é um método seguro?
Sim, quando utilizado correctamente, previne eficazmente uma gravidez e as infeções sexualmente transmissíveis.

O que é o preservativo feminino?
O preservativo feminino é constituído por poliuretano, e tem forma de um tubo com um anel em cada extremidade. Uma das extremidades é fechada e é esse lado que é introduzido no interior da vagina, a outra extremidade é aberta, ficando o anel na zona da vulva. Este preservativo adapta-se às paredes vaginais, logo impede qualquer contacto com o esperma. Tem a vantagem de poder ser introduzido até 8 horas antes da relação sexual. A probabilidade de uma ruptura durante o uso é mínima. Dá à mulher mais controlo e liberdade de contraceção. Oferece uma boa protecção em relação às infeções sexualmente transmissíveis.
 
O que fazer no caso do preservativo rebentar, romper, falhar?
O preservativo é um método de barreira bastante eficaz, quando utilizado correctamente. Deve-se ter em atenção a sua colocação e possíveis falhas de fabrico, danos na embalagem, entre outras. Se o preservativo romper, e caso a parceira não utilize método contraceptivo, devem recorrer à Contraceção de Emergência (que pode ser tomada até 120 horas a partir da relação sexual de risco). Podes comprar na farmácia sem receita médica. Mas depois tens que ir ao médico... não é 100% eficaz...
 
Que cuidados devo ter com os preservativos?
Verifica sempre a data da validade impressa na embalagem do preservativo - no caso de estar fora de prazo ou de a embalagem estar danificada, não utilizes esse preservativo. Confirmar que tem certificado de qualidade. Se for necessária uma lubrificação adicional, utiliza apenas lubrificantes à base de água, não utilizes produtos à base de óleo ou álcool (óleo para bebés, vaselina, cremes cosméticos, óleos de massagem) pois podem danificar ou enfraquecer o látex. Qualquer medicamento que se aplique tanto ao pénis como à vagina poderá afectar o preservativo. Em caso de dúvida deves sempre pedir opinião ao teu médico ou farmacêutico ou entrar em contacto com um serviço de informação sobre sexualidade juvenil. Nunca deves usar um preservativo mais do que uma vez. Conservar a embalagem em lugar fresco e sem contacto directo com o sol e com temperaturas mais elevadas. Abrir a embalagem com cuidado sem utilizar objectos cortantes e evitar que as unhas ou anéis rompam o preservativo.


A Interrupção Voluntária da Gravidez, IVG, (Aborto) tem custos para a mulher? Não. A mulher tem direito a realizar uma IVG num estabelecimento de saúde oficialmente reconhecido (Centro de Saúde, Hospital ou Clínica) sem qualquer custo.

A mulher pode ficar infértil por interromper uma gravidezOs riscos de ocorrerem complicações, nomeadamente infertilidade, decorrentes de uma IVG são reduzidos quando esta é feita em serviços de saúde e com o acompanhamento médico adequado.

Pode-se engravidar a primeira vez que se tem sexo? Sim, claro que sim.